Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Leucismo

por Grupo4, em 15.03.10

(Mutação em animais)


 

Ao contrário do que a maioria das pessoas pensam e às vezes até confundem, o Leucismo não é igual ao Albinismo. Há alguns aspectos que os diferem, sendo a única semelhança nestas duas mutações a cor branca, que mesmo assim proporciona características divergentes em animais com estas duas anomalias.

O Leucismo é uma anomalia genética, provocada por um gene recessivo, que confere a cor branca a um animal que é normalmente de cor escura.

Diferentemente do que ocorre com os animais albinos, os leucísticos não são mais sensíveis ao sol do que qualquer outro de cor escura, pelo contrário, são até um pouco mais resistentes, porque a cor branca apresenta um albedo (medida da quantidade de radiação solar reflectida por um corpo ou uma superfície, sendo calculado como a razão entre a quantidade de radiação reflectida e a quantidade de radiação recebida) mais elevado, tornando estes animais mais resistentes à luz solar.

 

Traços característicos que diferem o Leucismo do Albinismo:

Como já se referiu anteriormente, o Leucismo e o Albinismo não são a mesma doença nem são causados pelo mesmo gene.

As características que tornam estas anomalias genéticas diferentes são:

* No albinismo a cor branca nos animais, devido à falta de melanina, faz com que estes sejam menos resistentes à luz solar e, pelo contrário no Leucismo, esta cor oferece uma maior resistência ao sol.

* No Leucismo a perda de melanina é parcial e as espécies afectadas apresentam apenas os pelos ou outras estruturas dérmicas brancas ou acinzentadas. A pele, olhos e membros permanecem normais. Enquanto que no Albinismo, a perda de pigmentação pode ser total, quando os pelos e a pele são brancos e os olhos são avermelhados ou rosados.


Causas:

Esta doença não tem uma causa específica, mas sendo uma alteração genética é causada por um gene, que neste caso é recessivo, logo, pode manifestar-se ou não.

 

Particularidades destes animais:

O Leucismo nos animais é uma anomalia genética muito rara e isso torna os “alvo” de grande atenção por parte de interessados na vida animal, e além destes interessados muitos fotógrafos admiram a beleza única destes animais e usam-nos como “personagens” principais nos seus álbuns, por ser tão raro ver animais assim.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:14


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D


Pesquisar

  Pesquisar no Blog